Felizes para sempre (whatever makes she happy)

por Eduardo Godoi

Prezados Leitores

Lançado em 2004, o filme francês ILS SE MARIÈRENT ET EURENT BEAUCOUP D’ENFANTS é distribuido no Brasil com o título …E VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE. Sob a direção de Yvan Attal e contando com a atuação da sempre competente Charlotte Gainsbourg (esposa, na vida real, desse diretor), o filme aborda o tema da infidelidade no casamento e oferece, durante alguns momentos, a presença de Johnny Depp encarnando um estranho sedutor. É interessante observar que o nome do ator não aparece no cartaz do filme nem nos créditos divulgados no sítio eletrônico oficial criado pela produtora Kino International (http://www.kino.com/happilyeverafter/), o que reserva, para alguns espectadores, uma agradável surpresa.

A obra apóia-se, também, numa trilha sonora encantadora: “I´m waiting for my man” (Velvet Underground), “No surprises” (Radiohead), “Nice dream” (Radiohead), “Can´t help falling in love” (Elvis Presley)…

Numa cena tocante, encontramos o possível par romântico Depp/Gainsbourg na seção de CD´s de uma grande loja, ouvindo, juntos, uma das mais belas canções de amor que o rock já produziu.

Se, por um lado, funciona como um elegante merchandising em prol da gravadora Virgin, a cena também pode ganhar uma vida independente do longa metragem: durante muito tempo, ignorando a existência do filme, eu a apreciei como um excelente video clip para a canção Creep.

Prezados Leitores, nas muitas vezes em que eu acompanhei, cantando emocioando, a execução desta segunda faixa do álbum Pablo Honey, eu sempre recebi os seus versos como o retrato de um jovem sofrendo por amar uma musa inatingível e por sentir-se indigno  de sua altivez: um amor platônico, do tipo que “gosta mas não encosta”, como diria um saudoso Professor de Literatura dos tempos em que fiz o curso pré-vestibular. No entanto, uma pesquisa rápida na versão da Wikipedia para a língua inglesa (http://en.wikipedia.org) nos revela um significado mais amplo desta composição para o bandleader da Radiohead.

«According to Yorke, “Creep” tells the tale of an inebriated man who tries to get the attention of a woman to whom he is attracted by following her around. In the end, he lacks the self-confidence to face her and feels he subconsciously is her. When asked about “Creep” in 1993, Yorke said, “I have a real problem being a man in the ’90s… Any man with any sensitivity or conscience toward the opposite sex would have a problem. To actually assert yourself in a masculine way without looking like you’re in a hard-rock band is a very difficult thing to do… It comes back to the music we write, which is not effeminate, but it’s not brutal in its arrogance. It is one of the things I’m always trying: To assert a sexual persona and on the other hand trying desperately to negate it.”»

A beleza desta gravação e o seu enorme sucesso levaram diversos artistas a se arriscarem em uma versão cover para ela. Das muitas que ouvi, a que me conquistou com maior cumplicidade é a da banda The Pretenders, cuja vocalista, Chrissie Hynde, nos convida a sofrer uma emoção genuinamente intensa.

Bons dias !!!

Boosabum Eduardo Godoi (3o. Dan)

Ch’ang Hon Ryu Taekwon-Do Brasil
Academia Shaolin – Louveira – SP
Rua Armando Steck, 294 – sala 2 – Centro

2 Respostas

  1. De fato, essa cena do filme daria um bom videoclip da música “creep”… e eu simplesmente me encantei pelo jeito como você descreveu a canção, “retrato de um jovem sofrendo por amar uma musa inatingível e por sentir-se indigno de sua altivez”.

  2. Nossa, adorei a música!! A versão do “The Pretenders” é muito boa, porém, achei “Radiohead” D+!!!!! E o clip então…maravilhoso! Agora quero assistir esse filme…hehe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: