Breve relato da história do Taekwon-Do muito pouco divulgada

por Roberto Abdo

Este trabalho foi baseado nos relatos divulgados através do livro “A KILLING ART – THE UNTOLD HISTORY OF TAE KWON DO”,  de Alex Gillis, que traz uma vasta coleção de notas, com o intuito de demonstrar crédito a sua obra. Aqui, deixarei de buscar tais referências, por entender que não é o caso.

Devemos tentar entender essa história não por nossos princípios ou nossa realidade, porém buscar compreender o contexto, ou contextos, pelos quais ela se desenvolve.

Clique, aqui, para ler, na íntegra, a monografía do Boosabum Roberto Abdo.

Por mais que nos pareçam deploráveis as circunstâncias da fundação e desenvolvimento do Tae Kwon Do, devemos entender, primeiro, que os caminhos para sua criação foram trilhados em um ambiente muito diferente daquele onde vive o pensamento ocidental.

O que nos parece imoral, e até mesmo impensável, naqueles momentos, naquelas regiões, entre aquelas pessoas, pode ter sido perfeitamente normal. Pode ter sido parte de um jogo, a cujas regras e movimentos não estamos habituados.

Estudando o pouco que pude da história me senti como um torcedor. A cada fato, a cada resultado, vibrava, me revoltava, me entristecia, por vezes me enojava. Pude entrever, porém, a paixão com que foram jogadas as peças da construção desta Arte. Uns em busca de poder, gloria e dinheiro. Outros iam além, buscando a imortalidade.

Tanto seus pioneiros, entre eles Nam Tae-hi e Jong-Soo Park, como seus opositores, seus perseguidores, usurpadores e até mesmo os inimigos invasores japoneses, contribuíram para a formação do Tae Kwon Do.

Como ocidental, não sei dizer se o General Choi Hong-Hi estava certo ou errado em suas atitudes. Conforme lia, mais torcia por ele. Na minha modesta opinião, ele era fantástico.

Não sei dizer, também, o quanto dos princípios do Tae Kwon Do ele seguiu, aplicou ou burlou. Sei que sua PERSEVERANÇA, ESPÍRITO INDOMÁVEL e AUTO-CONTROLE (ou sua falta) nos permitiram desfrutar o aprendizado de, mais que um simples esporte, uma Arte Marcial bela, eficiente e, por que não dizer, refinadamente mortal.

Boosabum Roberto Abdo (1o. Dan)

Ch’ang Hon Ryu Taekwon-Do Brasil
Academia Shaolin – Louveira – SP
Rua Armando Steck, 294 – sala 2 – Centro

Uma resposta

  1. […] Leitores, quanto mais eu aprendo sobre a história das Coréias e sobre a história do Taekwon-Do ITF / Taekwondo WTF, mais eu considero a arte marcial que tanto amo como um legado cultural – extremamente […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: