Baixos custos e maior oferta: uma nova filosofia de trabalho

por Eduardo Godoi

Prezados Leitores

Um dos graves problemas que sempre obstaram o crescimento e o desenvolvimento do Taekwon-Do Tradicional no Brasil é o alto custo de seus cursos de reciclagem e treinamento e a baixa frequência com que são ofertados. Com apenas um ou dois grandes eventos por ano, a possibilidade de os praticantes manterem-se atualizados, realizarem intercâmbios e criarem uma “network” torna-se muito dificultada.

Tentando implantar uma nova filosofia de trabalho, a Organização Brasileira de Taekwon-Do ITF (OBTI), inaugurou, no dia 23 de fevereiro de 2013, um ciclo de pequenos Seminários, com poucas horas de duração, com custos muito baixos e com uma frequência mensal.

Organização Brasileira de Taekwon-Do ITF - OBTI

Organização Brasileira de Taekwon-Do ITF – OBTI

Abordando alguns tópicos do currículo padrão da OBTI, o Sabum Nim Marcos Sanchez (6o. Dan e Presidente da OBTI), auxiliado pelo Sabum Nim Eduardo Godoi (4o. Dan e Vice-Presidente da OBTI) puderam apresentar a um publico mais amplo – que antes não tinha acesso a este tipo de evento devido ao alto custo das taxas de inscrição comumente cobradas – as especificidades de cada técnica e elucidar as muitas dúvidas dos alunos. A frequência mensal destes Seminários permite aos praticantes reforçarem os conceitos que lhes foram apresentados nos encontros anteriores, oferece a possibilidade de novas correções e um maior amadurecimento dos estudantes, tanto do ponto de vista técnico quanto marcial.

À direita, o Sabum Nim Marcos Sanchez (6o. Dan e Presidente da OBTI) ao lado do Sabum Nim Eduardo Godoi (4o. Dan e Vice-Presidente da OBTI), durante o Seminário Técnico realizado no dia 23 de fevereiro de 2013, em Jaguariúna-SP.

À direita, o Sabum Nim Marcos Sanchez (6o. Dan e Presidente da OBTI) ao lado do Sabum Nim Eduardo Godoi (4o. Dan e Vice-Presidente da OBTI), durante o Seminário Técnico realizado no dia 23 de fevereiro de 2013, em Jaguariúna-SP.

O próximo desafio é a criação de competições com o mesmo espírito: diminuir os custos, aumentar a oferta de eventos, permitindo o acesso a um público mais amplo. Este é um dos caminhos possíveis para a popularização do Taekwon-Do Tradicional no Brasil, historicamente tão elitizado.

Sabum Nim Eduardo Godoi demonstrando uma técnica durante o Seminário realizado em Jaguriúna (23 de fevereiro de 2013).

Sabum Nim Eduardo Godoi demonstrando uma técnica durante o Seminário realizado em Jaguriúna (23 de fevereiro de 2013).

Cabe destacar que estes novos modelos para cursos e torneios não excluem a necessidade dos grandes eventos, essenciais para a reciclagem de praticantes já experientes, em particular, os Faixas-Pretas: são, na verdade, um complemento importante para um aumento da qualidade técnica de estudantes que não têm a oportunidade de participar de cursos e competições mais caros.

Bons dias !!!

Sabum Nim Eduardo Godoi (4o. Dan)

Ch’ang Hon Ryu Taekwon-Do Brasil
Rua Armando Steck, 408 – sala 3 – Centro – Louveira – SP – CEP 13.290-000

2 Respostas

  1. Excelente iniciativa! O caminho correto para o desenvolvimento é apostar no treinamento, na busca e prática do conhecimento.

  2. My brother recommended I might like this blog. He was entirely right. This post actually made my day. You can not imagine simply how much time I had spent for this information! Thanks!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: